quarta-feira, 6 de maio de 2009

Instruções


Pegue uma pedrinha e atire num lago. Veja os circulos se aproximando de você. Veja como a agua espirra gotinhas gentilmente no seu rosto.


.

17 comentários:

  1. com o rosto levemente molhado, mais relaxado, solto , e se ainda for preciso, faça uma força, aproxime-se esboce um sorriso veja sua imagem na água.

    ResponderExcluir
  2. Previna-se. Certifique-se que o coração está repleto, cheio, completo. Há um risco ... o perigo de se apaixonar pela imagem refletida.

    ResponderExcluir
  3. ao se apaixonar como fez Narciso pela imagem refletida na água.Pensava que era a si próprio ou um outro eu.

    ResponderExcluir
  4. tarde demais, caríssimos. antes mesmo de limpar meu rosto respingado, apaixonei-me pelo que vi. esqueci do lago, da pedra, dos círculos. minha imagem e existência me bastam. o lago é templo onde sou deus de mim.

    ResponderExcluir
  5. Agora deite-se na relva e olhe para o céu, veja as nuvens passando em diferentes dimensões. Sinta o vento em seus cabelos. Sorria de novo.

    ResponderExcluir
  6. e de novo, e de novo, e de novo,está só no mais puro encontro,nada a se preocupar, ninguém a vê-lo o sorriso, o vento,a relva lhe pertencem.

    ResponderExcluir
  7. Ainda na grama, feche os olhos e invada o universo das lembranças efêmeras, torne-se real naqueles momentos passados.

    La de longe pode-se ver alguem deitado no imenso gramado. As nuvens dançam velozes e o vento sopra.

    ResponderExcluir
  8. num rompante de alegria você é todo passado, de olhos fechados se vê apressado subindo a ladeira, sente o aroma do café a tua espera, ato contínuo estende as mãos,mas o que toca é apenas a grama úmida, aperta-a delicadamente.

    ResponderExcluir
  9. Se as recordações forem por demais de dolorosas, pare, respire fundo, pegue outra pedra e atire novamente na água. Leia seus novos circulos, seus novos rumos.

    ResponderExcluir
  10. Em cada ondulação estará escrito um capitulo de sua vida, veja como o circulo se estende aumentando rumo as bordas antes de se dissolver suavemente.

    ResponderExcluir
  11. Como se dissolve o tempo, como se dissolve o rancor e a mágoa, como se dissolve a alegria, como se dissolve o Amor.

    ResponderExcluir
  12. tudo se dissolve e descobrimos que a vida são ondas, como numa espiral, vão e voltam, mas passam.

    ResponderExcluir
  13. passam...,enquanto não, enquanto na presença do agora, quero a plenitude desse momento, fecho os olhos.

    ResponderExcluir
  14. passam...,enquanto não, enquanto na presença do agora, quero a plenitude desse momento, fecho os olhos.

    ResponderExcluir
  15. E me entrego de corpo e alma a Morfeu.

    ResponderExcluir
  16. Cedendo a sonolencia, da melancolia ao reino onirico da noite, o sonhar cheio de sombras e atalhos envolvem a mente amordaçando a consciencia, mera espectadora destas memorias virtuais.

    Virar de lado no travesseiro sempre que cabeça começar a esquentar. Mantenha os pes aquecidos.

    Tenha um copo de agua perto da cama (mas não beba ao amanhecer, so durante a noite). Ao amanhecer jogue fora a agua e pegue outra mais fresca - Dizem que os maus sonhos e energias dos reinos de morfeu são absorvidos pela agua-

    Lave o rosto antes e escove os dentes depois do café da manhã.

    ResponderExcluir