quinta-feira, 12 de março de 2009

Sobre a Mesa



Aros de oculos, rugas, lenços de papel, terno escuro, cachimbo, cadeira de balanço, jornal. Poeira suavemente flutuante no ar sendo iluminada pela luz do sol, na penumbra. Silencio. Silencio gelado de igreja, silencio com som de madeira, silencio cortado pelo tiquetaquear vagaroso do cuco na sala de jantar. Cilios. Olhos.Sobrancelha. Enfeites de natal. Chocolate no ar. Sino da igreja. Longe. Galo cantando, longe, barulho de agua, longe, fumaça, nuvem, lua, sol.

Nunca poderia pensar. Não nasceu para pensar. Não nasceu. Foi construido.
Movimentava-se. Parava. Nunca morreria mas poderia ainda ser desativado.

Tralhas, porcarias, babiloques, percevejos, clips, filmes velhos, slides, selos, dados, cortador de unha, parafusos, bitucas, cds, comprimidos, pilhas, camisinhas, gameboy, estetoscopio, latinhas, livros, caixinhas, compasso, walkman, colher, mapas, batata frita, canivete, globo, notas fiscais, perfume, lanterna, controle remoto, despertador. A gaveta fecha fora fica um barbante.

Uma aranha andava por sua perna lentamente, olhou de novo e viu uma sombra, olhou mais de perto e viu que sua perna estava suja de carvão, examinou mais ainda e percebeu que aquela coisa escura em sua perna era um hematoma.

Ponta da cama, porta do carro, pia, banco da praça, vassoura, cortador de grama, balança, guidon da bicicleta, cotovelo, arvore caida, frande pedra no parque, cerca do vizinho, lata de lixo, martelo, briga.

As pessoas se parecem as vezes com edificios. Grandes, pequenos, ricos, humildes, solidos, frageis, grandiosos, fora de moda, modernos, desejaveis, insuportaveis, misteriosos, pateticos, imponentes, frios, elegantes, charmosos, desengonçados, magicos, curiosos, malditos, bonitos, feios, altos, baixos, imundos, limpos, isolados, alegres, iluminados.
Existem ainda pessoas confortaveis ou espaçosas, edificios nervosos ou tristes.

A medida queque ia envelhecendo, não deixava de manter aquele ar retrô e aquela aparencia nobre que só o tempo confere. Não poderia no entanto mais estar ali, naquele mesmo lugar, onde tudo era moderno. Sua presença anacrônica incitava inquietação.

Trabalhou 57 anos naquele predio, agora os dois iriam desaparecer. Ali seria construido um shopping center com muitos funcionarios novos e temporarios.

Foram quase 1900 anos depois de Cristo que descobrimos o conforto. A luz eletrica é o maior bem tecnologico da humanidade, a mais importante descoberta depois do fogo. A luz eletrica dá independencia divina e prepara a humanidade para uma incrivel jornada. Os primeiros passos cosmicos sob suas proprias pernas. A humanidade sai do primario e entra para o ginasio.

6 comentários:

  1. O que proporciona e qual o grau de importancia da eletricidade?

    O que acontece com a sociedade se não houver mais eletricidade?

    ResponderExcluir
  2. Arrisco -me, já que pouco restou... das aulas:eletricidade?
    tudo começou em 640 A.C. o filósofo e matemático Tales de Mileto fazia experiências com o âmbar....blá..blá...blá e eu dormia, dormia....... sinal.... embora poetar.
    um clic e: luz, som, suco,imagem....
    quando acabar, quem sabe?
    voltarmos a roda ao fogo, contar histórias, fogo aceso imagem aconchegante da casa.
    Parece simples, não?
    Claro que não, difícil quando se tem e perde.

    ResponderExcluir
  3. Crianças nas ruas...transporte mais usado: bicicleta,economia, melhoria, muito verde e placas...placas e muito mais.

    Frieburg (Alemanha)buscando resolver a questão da eletricidade, grande projeto.

    ResponderExcluir
  4. "a humanidade sai do primário e entra para o ginásio". Pois é.
    Sonho com o grau superior, mas duvido que o alcance em algum momento.
    Edifícios são como pessoas? Então, vc deve ser de primeira qualidade.

    Gostei daqui. Linkei e estou seguindo-o.

    Bjos,
    Bia

    ResponderExcluir
  5. Oi Bia, welcome to the world of tomorrow!, benvinda ao nosso palco de brincadeiras literarias. Funciona assim, vc entra no espirito da coisa, como se fosse o mesmo autor do texto e continua quanto quiser, depois espera pra ver o que acontece com o que vc escreveu, que rumo tomou. As vezes tem dialogos, mas isso é mais dificil. Poste novos temas tambem pra gente intervir, avacalhar, endeusar ou simplesmente modificar :o)
    bjs, a equipe

    ResponderExcluir